Virtude 5: Sede fervorosos no Espírito, servindo ao Senhor.



Há algum tempo tenho falado muito sobre os caminhos em que o ser humano pode andar. Sempre temos uma escolha a fazer, precisamos decidir seguir um, entre dois caminhos. O Senhor nos diz em Mateus 5:37: "Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna". A partir deste texto percebemos a responsabilidade que temos e entendemos a importância das nossas decisões.

É necessário escolher bem! Não dá pra seguir dois caminhos ao mesmo tempo, nem no mundo natural, nem no espiritual. O Senhor nos adverte que "ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro". Nesse texto o Senhor vai além, e não diz apenas que não podemos adorar a Deus e ao diabo ao mesmo tempo, mas nos ensina que aquele que toma um caminho, abandona outro – assim como Ele usou Paulo para nos instruir que não deve haver comunhão entre luz e trevas (2Coríntios 6:14).

O Homem sempre tem dois caminhos diante de si, como Ele diz em Deuteronômio 30:19: “te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”. Ao despertar pela manhã já somos postos à prova, a partir desse momento devemos escolher entre nos pormos de joelhos, ou nos esquecermos de ser gratos a Ele pela dádiva da vida. E durante o dia as provações – às vezes tentações – só aumentam. Podemos viver uma vida carnal ou espiritual, natural ou sobrenatural, e temos falado sobre isso há algumas sextas-feiras.

O apóstolo Paulo nos convida a levarmos uma vida dirigida, guiada e conduzida pelo Espírito Santo. Deixando que nossos anseios espirituais sejam priorizados e satisfeitos. Mais que andar no Espírito, mas ser fervoroso nEle e jamais satisfazer as concupiscências de sua carne, e desse modo, servir ao Senhor. Claro, a Palavra nos diz que “Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores O adorem em espírito e em verdade” (João 4:24). Quem exerce a obra de Deus, mesmo quem vive uma vida dedicada à igreja, mas o faz carnalmente, possivelmente ouvirá no Grande Dia “apartai-vos de Mim” (Mateus 7:23), porque Jesus nos instruiu dizendo: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”. Certamente, isso se dará justamente porque há a possibilidade de alguém, sozinho, fazer uma mudança em si de fora pra dentro, mas a mudança proveniente de Deus e do agir de Seu Santo Espírito em nós nos transforma de dentro pra fora, e essa mudança é evidenciada, não apenas pelas ações, mas pelas reações, mas esse é um tópico para outro post.

Finalmente, Gálatas 5:22 nos revela os frutos do Espírito, que são “amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança”. Suponho, ainda, que aquele primeiro citado, o amor, deve ser o amor como o descrito no décimo terceiro capítulo da primeira carta de Paulo aos coríntios. Não é fácil mesmo, meu querido irmão! Mas seja fervoroso em desenvolver as obras descritas, seja fervoroso no Espírito! Há uma recompensa, e essa recompensa é o próprio Jesus, o Seu reino, a Sua presença!

- Alan Barbosa

2 comentários:

  1. amém! Que possamos saber desenvolver a vontade do pai... sejamos fervorosos!

    - Deise S.

    ResponderExcluir