Rostos bonitos valem mais?






Eu olhei para o cartão e coloquei-o na minha carteira. Uma recrutadora de uma agência de modelos local estava tentando me convencer a seguir uma carreira na indústria. Eu sorri para a mulher e disse: “Vou pensar sobre isso”, então me afastei.



Eu tinha dezessete ou dezoito anos nessa época. Não estava interessada em uma carreira de modelo, porque naquele tempo o basquete e os esportes governavam o meu tempo. Eu era uma garota do atletismo e não um modelo fashion.

Eu não pensei novamente em modelagem até me formar no ensino médio.

Eu comecei a ficar curiosa e, com a aprovação cautelosa dos meus pais, decidi enviar algumas fotos a uma das agências que já havia me dado um cartão.

Recebi de volta uma rápida resposta solicitando a marcação de uma entrevista o mais rápido possível. “Eba! Eles gostam das minhas fotos. Eles devem me achar bonita.” Pensei comigo mesma. Eu marquei o encontro e, antes que percebesse, me encontrava sentada em frente ao dono da empresa.

O dono rapidamente me explicou como é raro conseguir uma entrevista particular. Disse que eles normalmente enviam todas para um ensaio de modelos, mas estavam fazendo uma exceção especial para mim.

Sua atitude não me pareceu boa. Ele me fez sentir como se tivesse que ser grata até pela oportunidade de ser considerada. Eu estava perdendo o interesse rapidamente.

Vamos apenas dizer que a entrevista foi por água abaixo a partir desse ponto.

Deixei seu escritório com a confirmação em minha mente de que eu nunca quis seguir uma carreira de modelo. Decidi que gostava de comer, gostava de me manter vestida e não desejava ser tratada como um objeto.

Olhando para trás, sou muito grata por meus pais terem me aconselhado contra essa ideia e me incentivado a seguir um caminho diferente. 

Rostos bonitos valem mais?

Foi na época da entrevista de modelos que eu comecei seriamente a me fazer esta pergunta: “Rostos bonitos valem mais?”. No meu coração eu sabia o que a Bíblia diz sobre a beleza, como ela passa com o tempo, como Deus olha para o coração etc. etc. etc., mas eu estava sentindo as pressões da cultura. Eu estava sendo alimentada com uma mensagem diferente toda vez que colocava o pé para fora da porta.

Por um lado eu tinha a Bíblia e, por outro lado, eu tinha as mensagens sempre intrometidas dos outdoors, das lojas de roupas, lojas de maquiagem, clips de música e das celebridades de Hollywood, me dizendo que “rostos bonitos” são mais valiosos. Eles chamam a atenção, eles ganham os rapazes, eles ganham os olhares e os comentários… Portanto, eles devem ser mais valiosos.

O que eu aprendi

Quero compartilhar com vocês meus pensamentos atuais sobre essa questão: “rostos bonitos valem mais?” Minha esperança é que você possa aprender a reconhecer as mentiras, optar por rejeitá-las, e, em seguida, compreender e crer na verdade.

Quero compartilhar com você a maior mentira que nós, como mulheres jovens, acreditam e eu quero compartilhar com vocês a verdade que pode realmente nos libertar!

Mentira – Seu valor é baseado em sua beleza e em suas realizações.

Infelizmente esta é a mentira que estão alimentando várias e várias vezes. Estamos sendo informadas de que o nosso valor e tudo que vale a pena vem de nós mesmas. Temos de estar à altura dos padrões dos outros a fim de sermos úteis e felizes. Errado!

Eu adoro esta citação por Gwen Smith, que diz:

“Algumas garotas encontram identidade e valor em suas habilidades atléticas – mas o que acontece quando elas as perdem? Uma garota pode encontrar sua identidade em ter um namorado, mas o que acontece quando eles terminam? Consegue ver onde estou querendo chegar? Nenhuma dessas coisas são permanentes. Elas simplesmente não são confiáveis. A nossa identidade não é encontrada no que fazemos ou com quem estamos. É encontrada em Cristo é e no que Ele já fez por nós”.

Ela acertou em cheio!

Nossa fonte de valor não pode vir de dentro de nós porque não vai permanecer. E quando se esgotar, desaparecer, romper? Será que o nosso valor vai diminui com isso? Isto só faz sentido se o nosso valor vem de algo externo a nós mesmas. Isso nos leva à verdade.

Verdade – Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus.

Jesus Cristo é a melhor notícia para nós, mulheres jovens. Ele nos ajuda a ver o que somos sem Ele (pecadoras em nosso caminho para o Inferno) e o que somos com Ele (salvas pela graça de Deus). Ele nos dá a resposta sobre nosso valor e nos dá o Seu valor, que não se desvanece com o tempo ou talento.

Ele nos dá o SEU valor

“O que eu sei é o seguinte: por causa de Jesus Cristo, eu sou uma mulher do mais alto valor. Não por causa de qualquer outra coisa. Eu sou uma garota cheia de graça. Não serei perfeita por um longo tempo. Eu venho sendo mudada pelo amor incondicional de Deus e restaurada à beleza perfeita através do sangue derramado de Jesus. Por causa do amor, nós somos Suas filhas, preciosas à Sua vista. À luz disto, precisamos deixar de lado sentimentos que diminuem nosso valor, e abraçar a nossa própria identidade: Filhas do Rei dos Reis” -Gwen Smith.

Compreender esta verdade mudou completamente a minha vida. Eu não tenho que estar à altura de determinado homem ou dos padrões de beleza femininos. Eu não preciso ser tão bonita como uma supermodelo para ter valor. Eu não tenho de ter a pele perfeita de uma garota da capa de revista. Meu valor não é baseado em qualquer coisa que eu possa fazer. É baseado em quem é Jesus e o que Ele já fez por mim.

Agora que está liberta!

A próxima vez que você se perguntar: “rostos bonitos valem mais?” Lembre-se dessa verdade simples: Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus.

Esta simples frase tem o poder de mudar completamente o rumo da sua vida. Ela mudou completamente minha.

Pense nisso…

Você já comprou a mentira de que o seu valor é baseado em sua beleza e nas suas realizações?

Por que você se sente pressionada a se sentir à altura?

Como você pode aplicar esta verdade à sua vida: “Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus”?
Se você realmente acredita nisso e vive assim, como isso muda a sua vida?

- Texto retirado do blog: Cristãos contra o mundo


Quem é Seu João?



Em período de São João os cristãos protestantes sempre entram na mesma discussão sobre a pecaminosidade da tradicional festa. Alguns a condenam por sua origem pagã, enquanto outros a santificam por sua ressignificação com a vida de João Batista. Mas quero me ater ao que realmente importa: Você sabe quem foi João Batista? Deixe que ele mesmo lhe responda.
Certo dia alguns homens queriam saber quem era o homem que se vestia com pele de camelo, comia gafanhoto e mel e mesmo sendo essa figura esquisita arrastava uma multidão de seguidores. Não é uma pergunta simples de responder. Quando perguntaram “quem é você?” não estavam perguntando qual o nome dele. Portanto não servia a resposta “Eu sou João”. Também não estavam perguntando quem eram os pais deles. Não servia responder “sou filho de Zacarias e Isabel”.  Não adiantava dizer que ele era israelita pois não estavam perguntando a nacionalidade dele. Então como saber “quem é você?”
Esse foi o testemunho de João, quando os judeus de Jerusalém enviaram sacerdotes e levitas para lhe perguntarem quem ele era.
Ele confessou e não negou; declarou abertamente: "Não sou o Cristo".
Perguntaram-lhe: "E então, quem é você? É Elias? " Ele disse: "Não sou". "É o Profeta? " Ele respondeu: "Não".                                  João 1:19-21
A primeira convicção que João tinha a respeito de si mesmo é sobre quem ele não era. Ele tinha certeza que não era o Messias esperado pelos judeus. Depois levantaram algumas opções sobre quem ele poderia ser, mas João continuou firme em suas negativas. Não era Elias nem o profeta.
Finalmente perguntaram: "Quem é você? Dê-nos uma resposta, para que a levemos àqueles que nos enviaram. Que diz você acerca de si próprio? "
João respondeu com as palavras do profeta Isaías: "Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Façam um caminho reto para o Senhor’ ".
João 1:22-23
Quando finalmente João respondeu quem ele era, citou uma profecia de Isaías 40 versículo 3. Ele citou sua missão, seu propósito. Ele sabia o motivo pelo qual ele veio a este mundo. Esse era quem ele era.
Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.   
Mateus 11:11
O próprio Jesus foi quem disse isso. Por cumprir o seu propósito ele foi tudo que deveria ter sido e atingiu o máximo de seu potencial. Morreu decapitado, mas antes disso fez tudo que nasceu pra fazer.
Agora quero lhe perguntar: quem é você? O que você tem a dizer a respeito de si mesmo? Não estou perguntando seu nome, sua nacionalidade, genealogia ou ocupação. Estou perguntando quem é você.
Muitas vezes por não saber quem somos tentamos ser alguém que não nascemos pra ser. Já vi inúmeras pessoas tentando ser igual ao pastor da igreja, igual ao líder ou até mesmo igual ao artista da internet. Antes de tudo saiba quem você não é. Você não é ninguém que já exista pois Deus tem um propósito pra cada pessoa.
Minha oração nesse momento de busca por sua identidade se resume num trecho de uma música que tem mexido com minha vida desde que a ouvi.

"Eu voltaria atrás

Pra tentar me avisar
Que o caminho será escuro
Mas que Cristo é a luz do mundo
Deixe ele te falar quem você é
Que a palavra te desfaça
Que te afogue em tua graça
Só a cruz esconderá quem você não é"
Música: 17 de janeiro
Autor: Os Arrais

A SANTIDADE VOS TORNA BELA


Santidade é um dos atributos comunicáveis de Deus e está dentro da categoria que a teologia comumente denomina de atributos morais. Qadesh é o termo hebraico para “ser santo” e deriva da raiz qad, que significa separar ou cortar e nos escritos veterotestamentário é empregado essencialmente a Deus. Enquanto que, no Novo Testamente o verbo grego hagiazo é derivado dehagios e expressa primariamente a mesma ideia de separação. Entende-se então, que o conceito primário de santidade, na Escritura, consiste em uma posição ou relação existente entre Deus e uma pessoa. A santidade de Deus em seu aspecto original expressa que Ele é absolutamente distinto da criação e está acima dela em infinita magnificência (I Sm 2.2). Mas esse atributo também apresente um caráter ético, que tem como ideia fundamental a de separação (conforme os termos que são usados nas línguas originais), nesse caso, separação do mal, ou seja, do pecado. Nessa perspectiva usa-se a palavra santidade para expressar a excelência moral de Deus, a pureza de Sua majestade. Hodge tratando do assunto faz o seguinte comentário, sobre a cena do capitulo seis de Isaias:
“Serafins cercam o trono e clamam dia e noite “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos”, expressando o sentimento de todas as criaturas racionais diante da pureza infinita de Deus. Eles representam todo o universo, ao oferecer esta perpétua homenagem à santidade divina. É por causa de Sua santidade que Deus é um fogo consumidor. E foi a visão de sua santidade que levou o profeta a exclamar: “Ai de mim! Estou perdido! Porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos” (Is. 6.5)”
Deus tem revelado sua santidade em sua Lei moral implantado na consciência dos homens, na revelação especifica (a Escritura), em Jesus Cristo, a mais elevada manifestação de Sua santidade, e por fim na Igreja, esta sendo o corpo de Cristo deve necessariamente refletir Seu caráter santo. A regeneração confere a pessoa uma nova vida que não será mais subjugada pelo pecado e o ensino do Novo Testamento é para que a nossa santificação aumente no decorrer da caminhada cristã, muito embora ela nunca se complete nesta vida. A Confissão de Fé de Westminster no Cap. XIII parágrafo II, faz a seguinte declaração:
“Esta santificação é no homem todo, porém imperfeita nesta vida; ainda persistem em todas as partes dele restos da corrupção, e daí nasce uma guerra contínua e irreconciliável – a carne lutando contra o espírito e o espírito contra a carne. (Ref. I Tess. 5:23; I João 1:10; Fil. 3:12; Gal. 5:17; I Ped.2:11.)”
Ainda que a santificação não seja perfeita enquanto aqui vivermos ela deve progredir. Paulo escrevendo aos cristãos da cidade de Corinto, em sua segunda carta, expressou essa realidade progressiva dizendo que “todos nós [...] somos transformados, de glória em glória, na sua (Cristo) própria imagem” (II Co 3.18), isso porque a santificação, gradualmente, nos conforma a imagem de Jesus Cristo. Comentando sobre esse versículo Calvino asseverou que:
“…O propósito do Evangelho é a restauração da imagem de Deus em nós, a qual fora cancelada pelo pecado… Esta restauração é progressiva e prossegue ao longo de toda nossa vida, porque Deus faz sua glória brilhar em nós paulatinamente.”
De acordo com o ensinamento Escriturístico a principal evidencia de que alguém esta em uma união vital com Cristo é esse processo de conformidade ao Seu caráter santo. A beleza de uma vida santa é tão importante para Deus que a Bíblia nos diz que Jesus amou a igreja a ponto de morrer por ela “para a santificar (ou seja, separar para Si), purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Ef 5:25-27). Ele deu Sua vida para desposar uma noiva linda que reflete Sua glória na beleza da santidade. Calvino, apropriadamente, coloca nesses termos:
“Como a formosa figura da esposa é uma das causas do amor, assim Cristo adorna a Igreja, sua esposa, com santidade como um penhor de seu beneplácito. Esta metáfora alude ao matrimônio; mas em seguida ele descarta a figura, e diz claramente que Cristo reconciliou a Igreja consigo mesmo, para que ela fosse santa e irrepreensível. A genuína beleza da Igreja consiste nessa castidade conjugal, ou seja, em santidade e pureza.”
A igreja carrega a beleza de Cristo em todos os aspectos que ela exibe do Seu caráter. As mulheres, como parte dessa igreja, devem igualmente manifestar a beleza do Salvador em suas vidas. A santidade vos torna bela, porque ao crescerem na santificação vocês são conformadas a Imagem dAquele de onde emana toda a beleza existente no universo. Jesus Cristo é a fonte de toda a formosura, Ele é infinitamente belo em Si mesmo e todas as coisas que são belas, assim são por causa dEle. Portanto as pessoas mais bonitas que podem existir nesse mundo, são aquelas que se assemelham a Ele, que foram recriadas nEle, para serem conformadas a imagem dEle (Rm 8.29). O que torna uma mulher bonita e admirável é a vida de Deus que foi gerada nela através da obra regeneradora do Espírito Santo e que se manifesta por meio da pureza, expressada em sua maneira de se vestir, como trata as pessoas, nos relacionamentos, na obediência aos mandamentos do Senhor, na maneira como se comporta com os homens, na forma de falar e em todos os aspectos da sua existência.
Mulheres cristãs, vocês devem espelhar a beleza do Senhor, porque isso Lhe é agradável e Seu Grande e Admirável Nome é glorificado entre os homens. Quanto mais vocês parecerem com Ele em santidade, mais de Sua beleza será impressa em seus espíritos. Mas para isso acontecer, vocês devem viver em doce comunhão com essa Fonte de Beleza, se negligenciamos as atividades espirituais, a intimidade com o Senhor será prejudicada e nós é que sairemos perdendo, pois ficaremos privadas de tão grande prazer e deleite, seremos mulheres superficiais, e por não manifestarmos aquela beleza que não pode perecer, nós tornamos obcecadas com a aparência física como se a nossa vida dependesse da roupa que vestimos, do perfume que usamos e da maquiagem que pinta nosso rosto. Essas coisas nos são permitidas, mas não podem de maneira nenhuma se tornarem mais importantes que os exercícios espirituais, invista o dobro do tempo que você gasta com sua aparência física em comunhão com Jesus Cristo, passe muito tempo em conversa com Ele, se aproxime cada vez mais dEle, pois quanto mais perto você estiver dessa Beleza Eterna mais dEle ficará em você. Medite em Sua Palavra, é nela que Ele te ensina a viver de modo digno dEle, ame a Escritura, nela está a sabedoria, faça dela a sua conselheira. Busque essa beleza que o tempo não pode destruir, mas o contrario, com o passar do tempo ela aumenta de gloria em gloria na imagem daquele é Santo e Glorioso. Assim, em ti a beleza radiante do Eterno Filho de Deus brilhará e tu serás não apenas bela, mas também agradável aos olhos de Deus e dos homens.
                                                                                              -Sonaly Soares
           Retirado do blog: http://cristaoscontraomundo.wordpress.com/

Resenha sobre A Cabana

Ontem, eu e um grupo de irmãos amigos fomos ao cinema assistir o filme A Cabana. Há 8 anos atrás eu li esse livro e, como havia muito tempo, eu não lembrava muito bem da riqueza que havia nessa obra. O desejo de escrever essa resenha surgiu depois de ouvir a repercussão que o filme está trazendo, principalmente no meio "gospel". Então, como existem muitas opiniões sendo dadas por aí, decidi também escrever sobre o assunto. 
Não tenho o interesse de dar spoiler sobre o filme, mas, é claro que para esclarecer algumas coisas vou acabar tendo que expor, então, se você não quiser saber é melhor não ler. Depois que assistir você volta pra ler a minha opinião. Eu estou aqui de forma sincera com o desejo imenso de DEFENDER o filme de críticas absurdas que tenho visto por aí. 
1º - Ouvi dizer que o filme é Espirita. Se alguém disse isso, com certeza foi porque não assistiu o filme por completo ou, se assistiu, não entendeu algumas das suas cenas. O filme mostra em dois momentos reencontros do ator principal com pessoas já mortas. Ele reencontra a sua filha e na verdade eles nem mantém um contato direto, ele só simplesmente a vê no céu, vê como ela esta bem e feliz. E no segundo momento, ele reencontra o seu pai. Esse é um dos melhores momentos do filme por sinal, pois há restauração e perdão. Essas pessoas mortas não voltam a viver e também não voltam em outro corpo, etc. Então, eu não vejo onde está o espiritismo nessas cenas.
2º - Ouvi criticas a respeito de Deus ser uma mulher. Gente, onde está o problema nisso? O filme é claro ao explicar o fato de Deus ser retratado como mulher. A explicação está no fato de que Mac não tem uma boa referência de pai, por isso, para ele Deus se apresenta como mulher. Simples assim.
3º- Em um momento do filme Jesus fala que eles, A trindade, não está interessada em escravos mas sim em amigos. Isso é uma verdade! Essa verdade não anula em momento algum o fato de que como filhos de Deus teremos que seguir os seus mandamentos, obedece-los etc.  Ele só falou isso mostrando para Mac que no evangelho não há escravidão mas sim liberdade. Somos livres para estar com Ele, para desfrutarmos da Sua mesa, da comunhão plena com Cristo. E tudo isso é mostrado lindamente no filme. 
4º- O filme trás exemplos de pessoas que pecaram em coisas consideradas "gravíssimas" por nossa sociedade e o filme deixa claro que apesar dessas coisas serem erradas, o maior desejo de Deus é o de restaurar a TODOS. Onde há erro nisso? Se você é aquele tipo de gente que julga que o pecado do outro é maior que o seu e que por isso ele merece punição e você não, está na hora de você deixar a SABEDORIA de Deus sentar no trono que pertence a ela e julgar. Mac estava sendo o juiz e em um certo momento ele precisou descer do trono para deixar Deus julgar o certo e o errado. Não há nada de errado e antibíblico nisso. 
5º- Uma frase dita no filme é "Deus gosta especialmente de você". Li pessoas criticando a frase pois querem alegar que ela dar a entender que Deus faz acepção de pessoas. Gente, Deus ama a todos, isso é irremediavelmente claro porém apesar de amar a todos o que essa frase quer dizer é que ele nos ama de forma particular. O "especialmente" não significa unicamente. 

ANTES DE JULGAR ALGO SEM CONHECER, CONHEÇA. ASSISTA. ORE. E DEPOIS TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES. 

Deus te fez um ser pensante. Deus te deu conhecimento, sabedoria e inteligencia. Você tem livre acesso a Ele e a Sua Palavra, então, POR FAVOR, só critique o que você conhece. "Não paralise" algo que pode ser um instrumento de Deus para ajudar vidas, pois foi isso que eu vi ao final do filme. Pessoas chorando e com certeza avaliando suas vidas em relação ao relacionamento que vem tendo com Deus e com relação as marcas do passado que muitas vezes sufocam e escravizam o homem. 

DEUS GOSTA ESPECIALMENTE DE VOCÊ!



AUTORA: JAMILLE DÓRIA



Jesus Cristo, o Cordeiro da páscoa.



"Para louvor da glória de sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça"  Efésios 1:6-7

Cristo, para nos redimir, se fez homem, e havendo vivido uma vida santa e perfeita, carregou sobre seu corpo nossos pecados e nossas culpas. Ele padeceu sobre a cruz, morrendo em nosso lugar, recebeu nosso castigo, eliminou nossa maldição, pagou a nossa dívida e morreu a nossa morte.

Antigamente, quando um homem pecava, devia levar ao sacerdote um cordeiro como sacrifício pelo seu pecado. O pecador colocava as mãos sobre a cabeça do cordeiro e confessava seu pecado. Neste momento, simbolicamente, os pecados eram transferidos para o animal. O sacerdote então tomava a sua faca e imolava o animal inocente, derramando seu sangue. O cordeiro morria no lugar do pecador, que ficava perdoado dos seus pecados.

Cristo é o Cordeiro que Deus providenciou e que foi imolado na cruz pelos nossos pecados, cordeiro da páscoa, sacrificado por nós, é aquele que voluntariamente derramou seu sangue, deu sua vida e nos redimiu para Deus. Nos fez um povo de sua propriedade. E, por isso, todos os redimidos cantam ao Cordeiro, que hoje se assenta no trono o cântico de Apocalipse 4:9. Jesus ressuscitou, subiu aos céus e um dia voltará para buscar a Sua igreja, santa e irrepreensível, povo exclusivo que O adorará para sempre.

E, quando os animais davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre, Apocalipse 4:9

Retirado do livro: Projeto do Eterno, Jorge Himitian.
Adaptado por: Jamille Dória.

O RETORNOOOOOOOOO!!! NOVIDADES!!!

Quem aí está com saudade das postagens do blog heiim?
Faz muuuuuito tempo que não entro aqui. :/
Nem lembro qual foi a ultima vez que publiquei algo novo. 
Vou tentar não me prolongar muito para não enjoarem logo de cara rss
Mas, muita coisas aconteceram durante esse tempo que estive sumida. 
Umas das mais importantes é que eu estou NOIVA! *-* Isso mesmo, eu NOIVIEI!!!!!! Ô GLÓRIAS kkkkk
O blog tem tantos textos que falam sobre relacionamento, casamento etc e agora eu estou passando por essa fase. Não tenho a intenção de começar a expor em detalhes a minha vida por aqui porque não tenho esse perfil e muito menos meu noivo rsss Porém quero compartilhar essa alegria com vocês sim. 
Estar noiva é maravilhoso, ainda mais com melhor pessoa que eu poderia ter.
Deus tem sido fiel a nós durante todo esse tempo. A cada novo passo dado eu pude perceber o Seu cuidado de Pai, suprindo todas as coisas e nos orientando em tudo. 
Neto (meu noivo) pra quem não conhece é alguém que eu já conheço desde que me conheço por gente. Apesar de estar em minha vida a muito tempo eu nunca havia notado-o. Nós congregamos no mesmo local desde crianças. Fazíamos muitas coisas "juntos". Para vocês terem ideia, ele frequentava a minha casa, dormia, viajava com minha família... pois era (é) amigo do meu irmão. Mas, como já falei, eu não o via como alguém para mim. Mas, certo dia isso mudou. Estávamos viajando juntos para Santa Teresinha uma cidade no interior da Bahia para fazermos um trabalho evangelístico naquele lugar e então a Palavra do Senhor estava ardendo em meu coração de forma mais intensa naquela noite. Eu olhava para todos os que estavam naquele ônibus a procura de alguém que tivesse o interesse de, assim como eu, falar de Jesus e da Sua Palavra (não quero dizer com isso que as pessoas não quisessem ta?) então vi Neto lendo a bíblia e fui até ele. Depois disso, ficamos 2 horas ou mais conversando (até chegar em Santa Teresinha). A partir daí se iniciou uma amizade entre nós. Nos aproximamos sem nenhum interesse ligado a relacionamento amoroso mas sim para falarmos de Jesus e da Sua Palavra. O tempo foi passando e quanto mais o conhecia mais o admirava. Ele tinha as principais características que eu deseja que o meu futuro marido tivesse: amor a Cristo e a igreja. Ele também viu em mim está pessoa. E foi assim que escolhemos em nosso coração um ao outro. Passamos um tempo sendo só amigos, pois ainda não tínhamos todas as maturidades necessárias para assumirmos um relacionamento (lembram dessas maturidades? Tem texto no blog sobre isso). Após um tempo, Neto, com o apoio dos nossos líderes e pastores, foi até o meu pai e falou-lhe sobre as suas intenções comigo. Meu pai já sabia que eu tinha esse sentimento por ele e então aprovou a nossa aproximação, agora com a intenção de selar um compromisso. Isso aconteceu no dia 2 de Abril de 2016.  Durante esse ano nos conhecemos melhor e no dia 28 de Janeiro de 2017 enfim ficamos noivos. 

JESUS É BOM!!! Estou muito feliz por essas conquistas e sei que há muito mais por vir. 

Estejam orando por nós e o casamento vem aí. 

Beeeijos, 

prometo que vou aparecer mais vezes.

Jamille Dória

FOTINHAS DO NOIVADO *____*